Você já ouviu falar em espiral de ervas?

Cada vez mais presente nos jardins contemporâneos, a Espiral de Ervas se tornou uma tendência.

Simples, bela e funcional, a espiral de ervas é uma ótima solução para quem quer plantar uma diversidade de ervas, chás e temperos em um único espaço. Uma técnica clássica dentro da permacultura que respeita as distintas necessidades de luz, água e nutrientes de cada planta.

Permacultura é um sistema de design para a criação de ambientes humanos sustentáveis e produtivos em equilíbrio e harmonia com a natureza.
– Bill Mollison

O formato espiralado é muito frequente na natureza, e permite reunir diversas funções em um único elemento, por isso acaba se tornando mais produtivo. Com as espirais de ervas é possível criar microclimas e plantar diferentes espécies em um mesmo terreno, se adequando a necessidade de cada uma delas.

No alto da espiral o ambiente normalmente é mais seco e ensolarado, o contorno de suas voltas pode ser mais sombreado e, na base, o solo é bastante úmido, podendo até mesmo estar encharcado e formar um pequeno lago.
ilustracao-espiral
Topo

A parte superior da espiral é a mais exposta ao sol, pode-se cultivar aquelas espécies exigentes em luz e calor e que necessitam de um solo mais seco.

Intermediária
Na parte mediana são cultivadas as plantas que apreciam condições intermediárias de luz, calor e umidade e que também podem ser posicionadas de acordo com o quadrante da espiral.

Inferior
A parte inferior da espiral dispõe de um ambiente para o cultivo de plantas que requerem solo bem mais úmido e sombreado.

ilustracao-livro-bill MollisonNo topo, onde há mais luz, plante alecrim, alho, arruda, babosa, manjericão, pimenta e sálvia, por exemplo. Nas partes mais baixas, com meia-sombra e solo úmido adaptam-se melhor a alfavaca, arnica, carqueja, gengibre e hortelã.

Sua estrutura pode ser feita de diversos materiais como toras de madeira, bambus, tijolos, pedras, garrafas de vidro, etc., mas prefira materiais que mantém o calor absorvido durante o dia, reduzindo as variações de temperatura que podem danificar as plantas frágeis.

Outra dica é utilizar diferentes misturas de solo para melhorar o efeito de microclima. Por exemplo, a parte inferior pode ser preenchida com terra vegetal e composto, criando um solo rico. A zona intermediária pode ser uma mistura de 2 partes de substrato e uma de areia para garantir uma melhor drenagem. A parte superior pode ter uma maior proporção de cascalho e areia para uma drenagem mais eficiente.

Veja algumas imagens na galeria:

Além de ser compacta, versátil e agregar uma bela paisagem ao seu quintal, você pode construir essa estrutura sem grandes dificuldades e ter ervas medicinais, aromáticas orgânicas e fresquinhas direto do seu quintal. Está esperando o quê?

Fontes consultadas: Emater/RSPensamento Verde e Plantea 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s